Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Na última quarta-feira, entidades empresariais fizeram uma manifestação em frente o Paço Municipal cobrando a reabertura do comércio na capital. Um dos setores mais atingidos foi o de bares e restaurantes, que de acordo com Newton Pereira, presidente do Sindicato dos Restaurantes, Bares e Similares de Goiânia (Sindbares), se aproxima de quatro mil estabelecimentos fechados.

Em entrevista ao Jornal Bandeirantes na manhã desta sexta-feira (12), Newton falou sobre a situação atual do segmento e criticou as decisões da prefeitura. “Os custos não param, muitos não conseguiram fazer a negociação de seus aluguéis, a energia continua chegando o boleto todo mês, assim como a conta de água”, disse Newton. “O prefeito de Goiânia sequer prorrogou os vencimentos do IPTU. O governo do estado não prorrogou também os pagamentos do ICMS, então a situação é realmente de calamidade para o segmento”, completou Newton.

ÚLTIMAS

Ummix Super Rede 2018 a 2020 - Direitos Reservados