Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O ministro João Otávio de Noronha, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), decidiu conceder prisão domiciliar a Fabrício Queiroz, ex-chefe de gabinete e assessor do então deputado estadual Flávio Bolsonaro e para a mulher dele, Márcia Oliveira de Aguiar. A prisão domiciliar de Queiroz será condicionada a monitoramento eletrônico, como o uso da tornozeleira eletrônica.

O ex-assessor também ficará proibido de manter contato com quaisquer investigados no caso conhecido como “rachadinha”, envolvendo vários deputados da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

ÚLTIMAS

Ummix Super Rede 2018 a 2020 - Direitos Reservados